quarta-feira, 27 de maio de 2015

PME - Plano Municipal de Educação


A Secretaria Municipal de Educação convida toda a população de Carinhanha para participar da Audiência Pública para aprovação do Plano Municipal de Educação que será realizada no dia 01/06/2015 (Segunda-feira) às 8:00hs na Câmara de Vereadores.

Contamos com a sua presença para contribuir com o nosso evento

Desde já agradece,

Secretaria Municipal de Educação e Coordenação do PME

quarta-feira, 6 de maio de 2015

CRONOGRAMA DAS MINICONFERÊNCIAS




MARREQUEIRO 12/05 – POLO 1 – INÍCIO ÁS 8 HORAS
BARRA DA PARATECA, VILA SÃO JOÃO, ANGICO, CAPINÃO, ESTREITO, NÚCLEO 1 e 2.
AGROVILA 16 13/05 – POLO 2 – INÍCIO ÁS 8 HORAS
RIACHO DO CAPINÃO, CANABRAVA, AGROVILA 23, AGROVILA 15
SANTA LUZIA 14/05 – POLO 3 – INÍCIO ÁS 8 HORAS
BARRINHA, VILA SÃO JOSÉ E BAIXA DO MOCAMBO
SEDE 19/05 – POLO 4 – INÍCIO ÁS 8 HORAS
CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES
SEGMENTOS: Cada escola levará:
02 PAIS
02 ALUNOS
02 REPRESENTANTES DO CONSELHO ESCOLAR
02 REPRESENTANTES DA IGREJA
02 REPRESENTANTES DA ASSOCIAÇÃO
AGENTES DE SAÚDE DA COMUNIDADE
TODOS OS SERVIDORES DAS ESCOLAS

quinta-feira, 19 de março de 2015

AGROVILA 15 ANUNCIA QUE TERÁ UM(A) REPRESENTANTE NA CÂMARA MUNICIPAL DE CARINHANHA A PARTIR DE 2017

O papel dos vereadores

Neste ano, os brasileiros vão às urnas para eleger não só os prefeitos e vice-prefeitos de suas cidades, mas também os vereadores. São eles os responsáveis pela elaboração das leis municipais, como, por exemplo, a Lei Orgânica – uma espécie de "Constituição Municipal", com as diretrizes que devem ser seguidas pelos Poderes Executivo e Legislativo e também pelos moradores da cidade. As câmaras de vereadores são, no Brasil, mais antigas do que o Congresso e as Assembleias Legislativas. A primeira delas foi instalada por Martin Afonso de Souza na capitania hereditária de São Vicente, em 1532, e ficou conhecida como "Câmara Vicentina". Hoje em dia, os vereadores fazem a ponte entre a população e o prefeito, além de fiscalizar o trabalho do Executivo. Entenda as atribuições dos vereadores e como funcionam as eleições para a Câmara.

O número de vereadores deve ser proporcional à quantidade de habitantes do município. A Constituição estabelece que em cidades de até 1 milhão de habitantes haja no mínimo nove e no máximo 21 vereadores. Em cidades com população entre 1 e 5 milhões, deve haver no mínimo 33 e no máximo 40 vereadores. Já nas cidades com mais de 5 milhões de habitantes, o número de vereadores mínimo é de 42 e o máximo, de 55. Em Carinhanha são 11 vereadores, quantidade estabelecida pela Lei Orgânica do município. Nela, a Câmara Municipal estipula o número de vereadores que terá a cidade, sempre, é claro, respeitando os limites impostos pela Constituição.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

FILME: O PRIMEIRO DA CLASSE

COLEGAS PROFESSORES, assistam o filme "O primeiro da Classe" em suas escolas ou casa. Trata-se de uma história real, onde um jovem professor consegue realizar seu maior sonho mesmo com obstáculos encontrados em sua trajetória. Por favor, não é corrente, kkkkkk, mas não ignore.

Segue o link:
https://www.youtube.com/watch?v=D2daqbx60_Q

Sei que minhas colegas da Escola Municipal Francisco Reis irão fazer isso, abraços.



Professor Josemar

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Participação de pais e avós nas atividades da Escola Municipal Francisco Reis

 Nesta atividade contamos com o apoio de pais e avós de alunos.
.

Os alunos já usufrui do Refeitório construído no início deste ano letivo.

Envolvimento entre alunos, pais e avós
Pense numa professora para todas as horas... Cláudia Fernandes
Coordenadora comprometida com todos os eventos (Jacira)
São sempre assim...


As experiências passadas pelos pais no momento da atividade contribui com a escola
Vovó Rosa vem à escola todos os dias acompanhando sua linda neta Kauane

domingo, 8 de setembro de 2013

DICAS PARA J.A. (meu time de futsal)

Fundamentos do Futsal

Domínio no futsal
Domínio é a habilidade de recepcionar a bola. O Domínio pode ser feito com qualquer parte do corpo permitida pela regra, porém a principal técnica de domínio no Futsal é a “pisada”.

Controle no futsal
Controlar a bola é diferente de dominá-la. Enquanto esta ação trata-se da recepção da bola, aquela se refere a mantê-la no ar, com toques de uma e de outras tantas partes do corpo, sem deixá-la cair ao chão. É o que as crianças chamam de embaixadinhas.
Condução no futsal
A condução é quando se leva a bola pela quadra de jogo. Uma regra básica: a bola deve estar próxima do condutor. Essa condução pode ser feita em linha reta ou em ziguezague.

Chute no futsal
O chute surge quando do contato com a bola em direção à meta
adversária ou para afastar o perigo de um ataque adversário. O primeiro seria o chute com o objetivo ofensivo. O segundo, com o objetivo defensivo. Os tipos de chute são com o dorso(peito de pé), com o lado interno do pé(colocado), de bico, de calcanhar e por cobertura(cavadinha).
Cabeceio no futsal
A exemplo do chute, o cabeceio pode ser ofensivo e defensivo. Quem cabeceia o faz para marcar um gol, para defender a sua equipe ou para passar a bola para um companheiro de equipe. O Cabeceio deve ser feito com a parte frontal da cabeça(região da testa).

Passe no futsal
O passe só acontece quando um jogador envia a bola para outro jogador de sua equipe. A técnica mais utilizada para realização do passe é bater na bola com o lado interno do pé(colocado), mas o passe pode ser feito com qualquer parte do corpo permitida pela regras, como de cabeceio, de bico, de peito e até com a sola do pé, a chamada roladinha.
Drible no futsal
O drible é feito por um jogador que esteja dominando a bola. Quem dribla, procura, com bola, passar por um adversário, conduzindo a bola em diferentes direções. Esse "passar pelo adversário" exigirá, algumas vezes, velocidade, outras apenas mudança de direção, outras, criatividade, ginga e outras ainda, todas estas coisas simultaneamente. Entretanto, uma coisa é certa: o que dificulta a habilidade de marcar é a perda do equilíbrio. Logo, o drible eficaz é aquele que provoca no outro o desequilíbrio.
Finta no futsal
Finta, ao contrário do drible, é realizada sem bola. Ainda que quem finta esteja sem bola, o faz com o objetivo de obtê-la. É o popular “drible de corpo”. 


Fontes:

Fundamentos do Futsal - http://www.futsalbrasil.com.br/artigos/artigo.php?cd_artigo=158

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

População de Carinhanha é de 29.768, diz IBGE

No último dia 29 de agosto, o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou relatório de projeção da população de Carinhanha. Segundo o IBGE, o município tem hoje 29.768 habitantes.
Em 2010, o Censo Demográfico apontou que a população era  28 378 habitantes, divididos entre 14.518 homens e 13.860 mulheres,tendo um aumento de 1360 pessoas em relação 2010.
Os resultados da população dos 5570 municípios brasileiros estão à disposição no site do IBGE.

 Carinhanha

Redação www folhadovale.net

sexta-feira, 19 de julho de 2013

ENCONTRO DAS ÁGUAS E DOS AMIGOS EM CARINHANHA

As Escolas Municipais farão hoje a tarde a abertura do evento com um Desfile Cultural a partir das 16 horas. O tema do desfile é "Cultura de Paz" e está sendo também trabalhado em todas as escolas do município.
Venham todos para a Praça da Matriz prestigiar a festa de todos nós!!!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Horta Escolar

As Escolas Municipais Francisco Reis e Nossa Senhora da Conceição estão em constante interação ambiental, afirmando isto através de uma belíssima campanha de recolhimento de garrafas pets e pneus que estavam nas proximidades da agrovila.

As garrafas estão sendo utilizadas nas bordas das hortas escolares e os pneus em uma divisória e balanços para crianças na Escola M. Francisco Reis.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Lembrando do meu querido Estrela (E.C.E.) de Carinhaha

Tive o prazer de jogar nesta excelente equipe, diga-se de passagem em sua melhor fase, com adimiráveis jogadores, como: Cirilo, Fabrício, Chimbica, Iaça, Dalmir, Bino, Nêgo de Daniel, Orlando, técnico e coordenador Paulo Isário, ...., Celho Lima, Zezinho, Genilson. No Juniores: Juninho, Mano, Cleber, Ranielle, Mário, Dinha..., em fim, considero que foram os melhores em 1997 e 1998 no futebol e futsal de Carinhanha.

JOSEMAR (NEGUINHO DE AGROVILA 15)

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Comunidade com vários segmentos

Nossa comunidade conta com o intusiasmo de várias liderança (escolar, religiosa, juvenis, comerciais...). Com o seu 28º ano de existência, nossa comunidade esteve à frente dos grandes debates políticos e religiosos, mostrando que seu interesse comunitário está visivelmente aos moradores que alí residem.
Tivemos o início do ano letivo em 02 de março do corrente ano, com a participação destes segmentos dizendo que tipo de educação querem para seus filhos, que saúde esperamos para estas crianças que aceitam a missão de ser os futuros líderes de nossa comunidade.
Os esportistas estão em constante envolvimento com outras comunidades, participando de competições esportivas e dando o nosso recado através do esporte.

Total de visualizações de página

Superesportes - Futebol

Ocorreu um erro neste gadget

HISTÓRICO DE AGROVILA 15

HISTÓRICO DE AGROVILA 15

A agrovila 15, vila de agricultores demarcam seu surgimento a partir dos anos 80, através do movimento de reforma agrária motivado pelo INCRA. As famílias vieram principalmente, de Barragem de Sobradinho, Paraná, Sergipe, Alagoas, Minas Gerais, Espírito Santos, Paraíba e das regiões próximas.
A Agrovilas 15 está localizada no município de Carinhanha.lote rural – onde se concentraria a atividade produtiva -, cada família recebeu um lote urbano com uma casa na agrovila. Chico Reis foi o fazendeiro proprietário da fazenda onde hoje se localiza a Agrovila 15 antes da chegada do INCRA. Dentre as famílias que chegaram se destacam Jason Mineiro e Guiomar Mineiro, José Andrade e Maria Andrade, José de Barbosa Brito ( popular Zé de vanjú) e Delvair Brito, Altino Coqueiro e Djanira Coqueiro( popular dona fia do hotel coqueiro), Manoel Gonçalves (popular Manoel Benedito) e Joana Gonçalves
Os grandes proprietários situados na área foram indenizados, os
pequenos proprietários e posseiros, além da indenização em dinheiro (da terra
e das benfeitorias), receberam lotes e casas nas agrovilas próximas aos
povoados onde habitavam. No plano de construção, além de concentrar as casas dos colonos, as agrovilas abrigariam o comércio, a loja da Cobal (Companhia Baiana de Alimentos), os serviços públicos, comunitários e religiosos. Em relação aos equipamentos comunitários, o Projeto implantou duas novidades: a construção de um chafariz.
Pelo projeto a agrovila ocupava área de aproximadamente quatro lotes correspondendo a um núcleo habitacional com atividades urbanas, possuindo, aproximadamente, duzentas e cinqüenta casas, dispostas em ruas paralelas e perpendiculares ao eixo de sua localização. Entre uma rua e outra, existem áreas públicas que podem ser ocupadas por um campo de futebol, uma igreja, uma escola ou árvores de grande porte.
Nas áreas não construídas, pastam a pequena criação e os animais de tração dos habitantes, cujos lotes ficam muito distantes da agrovila. Para o abastecimento dos colonos, em todas as agrovilas, seriam perfurados poços semi-artesianos. A concentração da água nas agrovilas deu-lhes funcionalidade e provocou a fixação dos colonos. As casas foram construídas de blocos largos, meio acinzentados e possuíam um estilo padronizado com três cômodos: sala, quarto e uma “puxada”, que, mais tarde seria transformada em cozinha. Quase todas as casas foram pintadas de cal branca. Em geral, o banheiro fica separado da casa. Além do banheiro, o quintal abriga também a caixa d’água, o tanque de lavar roupa, o galinheiro, a pocilga e árvores, tais como pinha, manga, laranja, e mamão.

SALMO 1: 1–3

Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem; e tudo quanto fizer prosperará.