quarta-feira, 27 de maio de 2015

PME - Plano Municipal de Educação


A Secretaria Municipal de Educação conclui o Plano Municipal de Educação com a participação de vários segmentos, através de mini-conferências e audiência pública e com a participação e aprovação dos vereadores.


Secretaria Municipal de Educação e Coordenação do PME

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Participação de pais e avós nas atividades da Escola Municipal Francisco Reis

 Nesta atividade contamos com o apoio de pais e avós de alunos.
.

Os alunos já usufrui do Refeitório construído no início deste ano letivo.

Envolvimento entre alunos, pais e avós
Pense numa professora para todas as horas... Cláudia Fernandes
Coordenadora comprometida com todos os eventos (Jacira)
São sempre assim...


As experiências passadas pelos pais no momento da atividade contribui com a escola
Vovó Rosa vem à escola todos os dias acompanhando sua linda neta Kauane

sexta-feira, 27 de março de 2009

Lembrando do meu querido Estrela (E.C.E.) de Carinhaha

Tive o prazer de jogar nesta excelente equipe, diga-se de passagem em sua melhor fase, com adimiráveis jogadores, como: Cirilo, Fabrício, Chimbica, Iaça, Dalmir, Bino, Nêgo de Daniel, Orlando, técnico e coordenador Paulo Isário, ...., Celho Lima, Zezinho, Genilson. No Juniores: Juninho, Mano, Cleber, Ranielle, Mário, Dinha..., em fim, considero que foram os melhores em 1997 e 1998 no futebol e futsal de Carinhanha.

JOSEMAR (NEGUINHO DE AGROVILA 15)

Total de visualizações de página

Superesportes - Futebol

HISTÓRICO DE AGROVILA 15

HISTÓRICO DE AGROVILA 15

A agrovila 15, vila de agricultores demarcam seu surgimento a partir dos anos 80, através do movimento de reforma agrária motivado pelo INCRA. As famílias vieram principalmente, de Barragem de Sobradinho, Paraná, Sergipe, Alagoas, Minas Gerais, Espírito Santos, Paraíba e das regiões próximas.
A Agrovilas 15 está localizada no município de Carinhanha.lote rural – onde se concentraria a atividade produtiva -, cada família recebeu um lote urbano com uma casa na agrovila. Chico Reis foi o fazendeiro proprietário da fazenda onde hoje se localiza a Agrovila 15 antes da chegada do INCRA. Dentre as famílias que chegaram se destacam Jason Mineiro e Guiomar Mineiro, José Andrade e Maria Andrade, José de Barbosa Brito ( popular Zé de vanjú) e Delvair Brito, Altino Coqueiro e Djanira Coqueiro( popular dona fia do hotel coqueiro), Manoel Gonçalves (popular Manoel Benedito) e Joana Gonçalves
Os grandes proprietários situados na área foram indenizados, os
pequenos proprietários e posseiros, além da indenização em dinheiro (da terra
e das benfeitorias), receberam lotes e casas nas agrovilas próximas aos
povoados onde habitavam. No plano de construção, além de concentrar as casas dos colonos, as agrovilas abrigariam o comércio, a loja da Cobal (Companhia Baiana de Alimentos), os serviços públicos, comunitários e religiosos. Em relação aos equipamentos comunitários, o Projeto implantou duas novidades: a construção de um chafariz.
Pelo projeto a agrovila ocupava área de aproximadamente quatro lotes correspondendo a um núcleo habitacional com atividades urbanas, possuindo, aproximadamente, duzentas e cinqüenta casas, dispostas em ruas paralelas e perpendiculares ao eixo de sua localização. Entre uma rua e outra, existem áreas públicas que podem ser ocupadas por um campo de futebol, uma igreja, uma escola ou árvores de grande porte.
Nas áreas não construídas, pastam a pequena criação e os animais de tração dos habitantes, cujos lotes ficam muito distantes da agrovila. Para o abastecimento dos colonos, em todas as agrovilas, seriam perfurados poços semi-artesianos. A concentração da água nas agrovilas deu-lhes funcionalidade e provocou a fixação dos colonos. As casas foram construídas de blocos largos, meio acinzentados e possuíam um estilo padronizado com três cômodos: sala, quarto e uma “puxada”, que, mais tarde seria transformada em cozinha. Quase todas as casas foram pintadas de cal branca. Em geral, o banheiro fica separado da casa. Além do banheiro, o quintal abriga também a caixa d’água, o tanque de lavar roupa, o galinheiro, a pocilga e árvores, tais como pinha, manga, laranja, e mamão.

SALMO 1: 1–3

Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem; e tudo quanto fizer prosperará.